Solenidade de Corpus Christi

Neste dia 11 de junho de 2020, às 8 horas, a Solenidade de Corpus Christi foi celebrada de uma forma atípica, foi realizada sem a procissão dos fiéis, ao final da missa, e sem os tradicionais tapetes de pó de serra, flores, papéis, pó de café, tampinhas de garrafa… mas a fé dos fiéis que participaram da santa missa pessoalmente, e também pelos que participaram virtualmente, ou pelas ondas da rádio Cidade FM, não foi menor do que nos outros anos.

Em virtude da pandemia do COVID 19, a missa foi realizada na Matriz, pelo pároco Pe. Éverton dos Santos, com menos de 100 pessoas. Logo após a missa, os ministros da eucaristia se  mantiveram à frente da Matriz, da Igreja Santa Luzia e da Igreja Nossa Senhora Aparecida, para que os fiéis que não puderam estar presentes na celebração, pudessem comungar o Corpo de Cristo. Enquanto o Pe. Éverton  passou com Jesus Eucarístico por várias ruas da cidade, passando por todos os bairros.

Em alguns pontos, o padre parou e deu a benção, entre eles a Prefeitura Municipal, a Câmara Municipal, Lar Santo Antônio, Praça da Vila Nova Era, e também nas Comunidades Santa Luzia e Nossa Senhora Aparecida.

Na cidade se podia ver várias casas com um tecido branco no portão, e até alguns altares com velas, crucifixos, imagens e flores. Podia se notar que esses fiéis aguardavam Cristo passar com esperança de dias melhores, com pedidos íntimos e com grande sentimento de acolhida. Se podia ver a emoção de todos.

O padre finalizou por volta das 11 horas, na Igreja Matriz. Toda a celebração  foi registrada e transmitida por meio de lives na página do Facebook e pela rádio, pela Pastoral da Comunicação (PASCOM).

 

 

Por Glaucia Bravin

Coordenadora da Pascom

 

GALERIA DE FOTOS

 

PASCOM
Pastoral da Comunicação