QUERIGMA – PRIMEIRO ANÚNCIO

 

Neste domingo (22) aconteceu a Celebração de Acolhida para o tempo da Catequese, na igreja matriz.
Os catequizandos que iniciaram sua caminhada em outubro deste ano, realizaram seu primeiro passo nesta caminhada, o Querigma “o primeiro anúncio”, onde Os catequistas despertam o encanto por Jesus Cristo, que nos ama como sua Família.

 

QUERIGMA  E CATEQUESE

A Igreja “existe para evangelizar”, isto é, para anunciar a Boa Notícia do Reino, proclamado e realizado em Jesus Cristo: é sua graça e vocação própria. O centro do primeiro anúncio (querigma) é a pessoa de Jesus, proclamando o Reino como uma nova e definitiva intervenção de Deus que salva com um poder superior àquele que utilizou na criação do mundo.

Transmitindo a mensagem do Reino, a catequese a desenvolve, aprofunda e mostra suas repercussões para as pessoas e para o mundo. Na explicitação do primeiro anúncio querigmático, sublinham-se os seguintes elementos essenciais:

– Em Jesus, que anuncia a chegada do Reino, Deus se mostra Pai Amoroso. Na vida e mistério pascal de Jesus, o Pai o revela como seu único Filho eterno, feito homem no qual o Reino já está realmente presente;

– A Salvação, em Jesus, consiste na acolhida e comunhão com Deus, como Pai, no dom da filiação divina que gera fraternidade. É uma Salvação integral que começa aqui e se projeta na eternidade;

– Deus, que nos criou sem nós, não quer salvar-nos sem nossa participação e responsabilidade: somos chamados à conversão e a crer no Evangelho do Reino, que é um Reino de justiça, amor e paz, e à luz do qual seremos julgados;

– O Reino que se inaugura em Jesus, constituído Senhor por seu mistério pascal, já está presente em mistério aqui na terra e será levado à plena realização quando se manifestar na glória;

– A Igreja, comunidade dos que creem em Jesus, constitui o germe e o início desse Reino, que, como fermento na massa ou pequena semente, torna-se imensa árvore, vai crescendo e se expressando na cultura dos povos, no diálogo com eles;

– Nossa vida e história não caminham para o nada, mas em seus aspectos de graça e pecado, são assumidas por Deus para serem transformadas no futuro glorioso no qual Deus será tudo em todos: essa é a nossa feliz esperança.

Além de significar o primeiro anúncio ou anúncio missionário com o objetivo de converter quem não é cristão, evangelização tem um sentido mais amplo: é tudo o que a Igreja realiza para suscitar e alimentar a fé dos fiéis e para transformar o mundo à luz dos valores do Reino de Deus.

A evangelização implica não apenas o anúncio do Evangelho por palavras, mas também a vida e ação da Igreja; envolve os gestos sacramentais, dentro da comunidade viva que celebra o mistério do amor do Pai em Cristo, no Espírito Santo; implica também a promoção da justiça e da libertação; apresenta-se não apenas como caminho que vai da comunidade cristã para o mundo, mas também como acontecimento no mundo, dentro do qual Deus continua sua obra salvífica.