CRISTO RESSUSCITOU!

Neste ano de 2021, devido à pandemia do COVID-19, infelizmente a Vigília Pascal não pôde ter a participação de fiéis por conta do decreto estadual, pois o toque de recolher era às 16 horas. Sendo assim aconteceu apenas a transmissão, às 19 horas, pela página do Facebook. A mesma foi realizada na Igreja Matriz, somente com a presença da equipe de liturgia e do ministério de música.

A Vigília Pascal faz parte também do Tríduo Pascal, onde vivemos com profundidade os passos de Jesus rumo ao Calvário, ao Sepulcro e à Ressurreição. O Sábado Santo foi celebrado ao escurecer do dia, à noite. Onde as luzes da Igreja foram apagadas, e aconteceu a bênção do fogo. O Círio Pascal, foi aceso no fogo novo, trazendo o ano que estamos vivendo e duas letras do alfabeto grego, ou seja, o Alfa e o Ômega, que representam Jesus, nossa Luz, Princípio e Fim de tudo e de todos, Senhor do tempo e da história.

A Vigília Pascal tem quatro partes fundamentais: Liturgia da Luz, da Palavra, do Batismo e da Eucaristia. Infelizmente não pudemos ter batizados nesta celebração, mas aconteceu a renovação da profissão de fé por parte dos que participaram fisicamente, e espiritualmente por aqueles que acompanharam a transmissão.

 A Palavra de Deus recorda toda caminhada do povo de Israel, aguardando o Messias, e apresenta Jesus como o verdadeiro Messias, Salvador. O Povo de Deus pede a intercessão dos santos para que continuem perseverantes no seguimento de Jesus, que trouxe ao mundo uma Boa Notícia, e alimenta-se da Eucaristia, remédio santo que cura as enfermidades do corpo e da alma.

A Vigília Pascal transforma a noite mais clara que o dia e nos impulsiona a irmos ao encontro do Senhor Ressuscitado para vê-Lo e acreditar na vitória da vida sobre a morte. A Ressurreição de Jesus torna o Sábado Santo uma Noite de Luz!

Já no Domingo de Páscoa foram celebradas duas missas matinais: uma às 8 horas, presidida pelo padre Éverton, e outra às 10 horas presidida pelo padre Celestino.

O Domingo de Páscoa ou seja, o Domingo a Ressurreição é o dia santo mais importante da religião cristã. Depois de morrer crucificado, o corpo de Jesus foi sepultado; ali permaneceu até a ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. Páscoa significa a passagem da escravidão para a liberdade, e  num momento tão difícil que estamos vivendo, com tantas vítimas pela Covid-19, devemos  ter a esperança que nos leve a profissão de fé em Jesus Cristo Ressuscitado, acolhendo sua Palavra, e nos comprometa com a transformação do mundo através de Sua luz que deve brilhar em nossas atitudes. Na alegria e na paz que vem do Ressuscitado venceremos essa pandemia e tantas situações e dor e sofrimento que ainda atingem a humanidade.

Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e n’Ele exultemos!

Glaucia Patricia Bravin de Sá 
Coordenadora Paroquial da Pastoral da Comunicação (PASCOM)